domingo, 22 de fevereiro de 2009

IRPGCast 18: Videogames de RPG?

Roj acha que o game "Web of Shadows" é um RPG; Shoran, obviamente, acha que não...
Sobra pra Intruder, Pokoloko, Léo, Ender e Lib a mediação da contenda.

10 comentários:

  1. é impossível ter liberdade num jogo de videogame. Já q é tudo programado. Só em algumas mesas de rpg em q o mestre deixa os jogadores realmente fazerem o q quiserem é q há essa liberdade.

    Acho q o q caracteriza o rpg de videogame é vc desenvolver o personagem (ganha xp e evolui atributo) e a presença de diálogos interativos (os jogos mais tosquinhos não tem isso, vc só fala com todo mundo).

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o contosderpg, e um jogo muito bom de RPG e video game onde tem varios finais, opções de ação e de construção de personagens é o Vampire The Masquerade - Bloodlines. Conversando com meus amigos eu já descobri 3 final diferentes, e dentro do jogo MUITAS opções diferentes, eu diria que ele é livre pelos seguintes motivos:

    É o vampiro antigo(velho WoD) e a politica tem muita influencia, e você começa o jogo(que é "igual" para todos), sobrevivendo, e é esse o motivo de você aceitar as missões no começo, para não ter a morte final, depois você vai fazendo alianças e inimigos, conduzindo como as coisas irão ocorrer, mas as etapas já estão lá, como em uma aventura tradicional que o mestre planeja eventos chave.
    Eu não conheço os jogos que vocês falaram mas se seguirem essa linha, eu os consideraria videogames de RPG.

    Só os online que pode ser mais RPG's porque tem as missões, novas e programações novas dos GM's online. Mas não sei bem, não é RPG de mesa com tudo que vem alem do jogo por si.

    Sobre pescar, olha é interessante, mas para isso bastaria ficar em uma cadeira, rsrsrsrs... mas se fosse algo bem bolado como um guerra entre peixes e pescadores, e colocado um tom comico acho que seria legal(ps, guerra normal, nada de mutações, ou algo seção da tarde), huahuahuahuahua

    ResponderExcluir
  3. Olha, o pessoal q postou comentário assumiu que não ouviu o pod até o final... FICOU SEM FINAL P###A! Cortaram a discussão antes de acabar! Arruma isso Roj, seu folgado! Depois aqueles geeks da Sexta Era de num sei quem metidos a Neo Matrix vem falar m###a do nosso pod e eu tenho q esculhambar (aguardem próximo episódio ahUhAUhAUhua)

    ResponderExcluir
  4. Ah e mais uma coisa... SPIDERMAN NAO EH RPG, pronto e acabo. :P

    ResponderExcluir
  5. ah não, Shoran aqui também não...
    E eu tive que parar o podcast naquele ponto pq todos começaram a falar de seus games preferidos e o podcast alcançaria umas 2 horas de duração.

    ResponderExcluir
  6. Eita desculpinha furada pro serviço de [censurado pela cartilha de boas maneiras do Presidente da Republica Federativa do Brasil] q vc fez no final pow!

    Daqui a pouco vem o cara do 15o Século de num sei quando com aquels oculinhos ridiculos enxer o saco... vo te contar uma coisa viu...

    ResponderExcluir
  7. No caso do Elite, acredito que X3-Reunion é mais vasto que ele e funciona da mesma forma.

    ResponderExcluir
  8. Como sugestão de jogo eu fico com Fallout 3: lá você tem uma liberdade absurda em meio ao cenário: sempre há uma side quest ou objeto para investigar. Além disso o personagem possui uma ficha com atributos, skills e perks. Sem contar o sistema de combate que pode ser tanto um first person shooting como algo mais tático, com golpes localizados, etc.

    Além disso as suas ações em relação às pessoas (ou seja o seu comportamento) influencia em um atributo "oculto" chamado karma. Boas ações irão beneficiar você em diálogos toda vez que alguém conhece-lo.

    Portanto se você é daqueles que chuta tudo e atira em todo mundo que se move, não espere hospitalidades nas "cidades" da vastidão.

    ResponderExcluir