segunda-feira, 26 de outubro de 2009

A irracionalidade dos animais irracionais

Vamos para o exemplo mais básico: Ter um "pet" em uma campanha medieval.
No caso de um cachorro, o jogador pode considerar que ele tem um artefato que late quando algum perigo se aproxima.
Mas o mestre-de-jogo deve se lembrar que um cachorro é um ser com interesses e necessidades próprias, ele pode latir só porque estranhou o vôo de uma borboleta, ou então, acabar com os mantimentos do grupo enquanto um grupo de inimigos atacava.
A irracionalidade animal, assim como facilita o condicionamento forte do "pet" para a realização de algumas ações, pode também servir de motivo para ações completamente imprevisíveis.



Mais do que tumultuar um pouco mais a vida dos jogadores, levar em consideração a natureza irracional dos bichinhos os transformará em seres realmente vivos dentro do jogo (algum teste improvisado pode justificar qualquer atitude animalesca).

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Contradições de cenário

Vai aqui um aviso para o mestre-de-jogo não cair em contradição:
Faça um planejamento prévio de algum elemento do seu cenário antes de descrevê-lo aos seus jogadores.
Se você faz uma descrição, e depois, um aprofundamento na aventura te levar a interpretar tal coisa de maneira completamente diferente, isso tira toda a credibilidade do seu cenário.
Por exemplo: você descreve uma instituição como sendo lenta e ineficiente, depois, por algum interesse, você passa a descrever essa mesma instituição como sendo rápida e eficiente... Como você acha que vai ficar a sua credibilidade diante dos jogadores?

MAAAAAS, se você está mestrando para jogadores brasileiros, aí você pode falar qualquer coisa.
Você pode até fazer uma propaganda falando que uma instituição é lerda bragaray, que você vai morrer antes de ter algum resultado nela...



e na sequência fazer uma propaganda dizendo que esta MESMA instituição é extremamente eficiente que vai ficar tudo certo.



Brasileiro acredita em qualquer coisa.
Se seus jogadores brasileiros não acreditarem, diga que passou na televisão.

domingo, 18 de outubro de 2009

IRPGCast 35: Começando uma Campanha

Dicas de como começar uma campanha.
E várias idéias erradas sobre o que não fazer nesse começo.




quarta-feira, 14 de outubro de 2009

BioSupers 2

Alteração: mutação no gene do COLÁGENO
Efeito: super-extensibilidade da pele e dos ligamentos
A sindrome Ehlers-Danlos, conhecida tambem como sindrome do contorsionista, consiste na mutação de um gene do colágeno. Essa sindrome confere uma hiper-extensibilidade dos ligamentos, permitindo que a pessoa faça movimentos de flexibilidade anormal.
Muitos contorsionistas possuem essa síndrome, e dependem dela para muitos de seus truques. É o caso do contorsionista conhecido como Capitão Frodo, capaz de passar por dentro de um buraco de uma raquete!!!



segunda-feira, 5 de outubro de 2009

IRPGCast 34: Péssimo Final de Campanha

5 meses de campanha, e no episódio final tudo dá errado.
O que fazer para evitar isso? Ou então, deixar os jogadores se lascarem pela decisão que tomaram?