segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Diferentes conceitos de "certo" e "errado"

Não é necessariamente uma idéia para jogo, mas é uma dica para se tentar evitar desentendimentos na mesa de jogo.
Nem sempre um mestre e um jogador tem o mesmo conceito sobre reações de personagens ou efeitos de algumas ações.
RPG, mais do que um jogo, é uma simulação de mundo, e é só assistir qualquer telejornal para perceber que nem todos tem a mesma opinião, aliás, alguns tem opiniões bem esquisitas.

O mestre-de-jogo acha que uma tempestade seria motivo para que o grupo de jogadores busque abrigo em um casarão abandonado, mas os jogadores acham muito mais prático, ao perceber a temptestade se aproximando, voltar para a cidade e pagar uma hospedagem.
Um jogador pode achar uma oferta irrecusável oferecer dinheiro para um guarda liberar a passagem de alguns produtos pela cadeia, ainda mais ameaçando a família dele caso ele se negue; já o mestre, pode achar que guardas nunca aceitam qualquer tipo de ameaça ou suborno, independente da situação.
O mestre-de-jogo coloca um esqueleto esmagado no corredor do calabouço como um sinal claro de perigo à frente, mas os jogadores acham que esqueletos apenas fazer parte da decoração do local.

Olhem um caso onde diferentes conceitos podem gerar sérios problemas:



A solução para isso é... bom, se a humanidade ainda não chegou em um acordo com esses milhares de anos nas costas, não vai ser nesse site de RPG que será feito esse milagre.
Apenas sejam compreensivos quando isso ocorrer em suas mesas de jogo e tentem entrar em um meio termo para não estragar a campanha.
O mestre-de-jogo e os jogadores, ao perceberem que um desacordo de opiniões está ocorrendo, podem apenas dar uma paralisada na cena e negociar uma solução rápida para resolver a situação sem desfechos drásticos, como uma rolagem de dados para o personagem poder perceber tal elemento antes de agir, ou então, a troca da cena por outra situação que seja de comum acordo para todos; e jogo pra frente.

8 comentários:

  1. Olha... o video ilustrou PERFEITAMENTE o seu ponto de vista. Só q vc deveria por ali um alerta pra que a gente tirasse as crianças e senhoras de idade do quarto antes de por o video. Minha vó e meu priminho de 5 anos estavam vendo o video comigo... meu priminho tah chorando até agora. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. HAAAAAAAAAAHAHAHHAHHHAAHHAHHAHAHAAA!!!

    ResponderExcluir
  3. Alguem sabe se a assassina teve sucesso?

    ResponderExcluir
  4. mas esse povo é tudo sem noção mesmo! veja só se pode uma coisa dessas?! O Roj coloca os videos e só pq o Shoran NÂO OLHA ANTES O CONTEUDO é culpa do cara! UAH UAH UAH!!!! coloca um aviso do tipo "CENSURADO PARA O SHORAN"

    rsrsrs

    e o pior é que o cara desviou totalmente a proposta de debate que o Roj queria colocar com esse video e o texto! putz, fala sério... o que era um "bichinho engraçadinho" para uns, era só um rato nojento e detestavel para outros...

    MORAL DA HISTÓRIA: NA DUVIDA, MANDE O ANIVERSARIANTE PRA PQP EM VEZ DE GASTAR GRANA COM UM PRESENTE QUE ELE PODE NÃO GOSTAR!


    boa pergunta Arquimago.... será que os roedores foram mesmo esmagados?!

    ResponderExcluir
  5. Sim, todos os roedores foram esmagados durante a gravação deste vídeo.

    ResponderExcluir
  6. @Roj, você pode assegurar que os Hamsters foram esmagados?

    Porque não dá para ver a Prof pisando neles. E a reação das meninas é muito tranquila.

    Se eu tenho um Hamster, levo ele pra aula e uma professora esmaga ele, calado eu não fico. E as garotas nem gritam, nem choram, nem falam nada...

    ResponderExcluir
  7. O que é verdade e o que é mentira no mundo da Internet anônima é difícil de se afirmar.

    A reação das meninas foi de choque (quando se fica tão impressionado que não se tem reação imediata ao fato) pois os hamsters eram um presente que a professora encarou como uma brincadeira de mau gosto (achou que eram ratos, e que as meninas estavam dando um trote nela).

    ResponderExcluir