segunda-feira, 31 de maio de 2010

IRPGCast 49: Conversinhas Paralelas

Enquanto parte da mesa joga, os outros jogadores ficam de conversa fiada.
Comportamento normal ou patcha falta deducação?
É este o tema de nosso debate, que funciona também como um guia de etiqueta para a mesa de jogo.



Este episódio é um oferecimento de:






















segunda-feira, 24 de maio de 2010

Game OnLine: Warfare 1917 e Warfare 1944

Sabe aqueles joguinhos criminosos, que você baixa em 1 minutinho, joga no próprio navegador de internet e ele mata umas 6 horas da sua vida?
É de alguns desses jogos que vamos falar aqui.
Tem muito joguinho de internet que é mais do mesmo (alguns são mais do mesmo, só que piorado), mas alguns são viciantemente bons, melhores do que muitos jogos de 4Gb de instalação.
E além disso, dão umas boas idéias para elementos que podem ser aplicados em jogos de RPG.


A recomendação desta postagem é um combo das Grandes Guerras Mundiais.

Warfare 1917 é um game online que mostra a dinâmica da "guerra de trincheiras" que ocorreu na Primeira Guerra Mundial.
No estilo "territory advance", o jogador deve gerenciar o tempo de recrutamento para escolher qual tropa ele colocará para avançar no campo de batalha, e deverá acompanhar esse avanço adminstrando a ação nas trincheiras (segurar a linha ou avançar).
Os comando são simples, os gráficos/sons são excelentes e a estratégia do jogo é muito inteligente.
Além de apresentar de maneira muito eficiente o cenário da Primeira Guerra Mundial, Warfare 1917 explica a cruel estratégia de trincheira, onde a ordem de sair da trincheira pode significar o sacrifício da vida de toda uma tropa de soldados para que a segunda tropa tenha alguma chance de conquistar alguns metros no campo de batalha.

Em Warfare 1944, a "Con Artist" (Desenvolvedores destes games online) passa para a Segunda Guerra Mundial.
Com a mesma qualidade gráfica, o estilo territory advance continua, mas a estratégia agora é o flanqueamento.
As linhas com cobertura substituem as trincheiras em cenários campestres e urbanos, e as três linhas de avanço para as tropas (que permitem o flanqueamento) aumentam a complexidade do jogo.

Um outro elemento presente em ambos games que deve obrigatoriamente existir em jogos de RPG é a moral das tropas.
Mesmo sem conquistar a cabeça de ataque do inimigo, um exército pode ganhar se diminuir a moral das tropas inimigas.
Os inimigos se renderão se perderem muitos soldados sem conseguir muitas vitórias contra o inimigo.
Assim como em uma situação real, uma tropa começa a se desesperar quando todas as suas tentativas de ataque resultam em mortes de seus soldados e o inimigo continua com poucos danos.
Se você pretende mestrar jogos de guerra, Warfare 1917 e Warfare 1944 darão excelentes idéias para a organização estratégica das cenas de combate em seu jogo.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

IRPGCast 48: Cenas Triviais


Intruder bota ordem no cast e questiona a relevância da mestragem de cenas cotidianas durante uma partida de RPG.
Até que ponto compensa quebrar o ritmo do jogo para mostrar os personagens comendo um lanchinho? Isso realmente colabora para o desenvolvimento do personagem? Os jogadores conseguem entender essa "mudança de marcha" no jogo? Ou isso é apenas "coisa de viado"?


Este episódio é um oferecimento de:

(TRANCADOporDENTRO)

"Eu não entendi o que ele escreveu"
- Antônio Cândido

"É um necronomicon pós-moderno"
- José do Caixão

"Tentou imitar o David Lynch e não conseguiu, o autor não tinha a mínima idéia do que estava fazendo enquanto escrevia"
- Rubens Edwald Filho

"Eu não li, mas minha filha leu, e falou que é muito bom"
- Sílvio Santos

"Não é netibuquezinho nãããão! É livro de papel meeeeeesmo!"
- Gnominho do IRPGCast













segunda-feira, 3 de maio de 2010

IRPGCast 47: RPG ou RPH?

Gelatto não apresenta esse irpgcast, onde são discutidos o fator jogo e o fator história dentro do RPG.
E se tudo ficar muito complicado, no final, "Spider Responde"!