sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Até onde você iria por seu "pet"?

Muitos jogadores colocam na ficha um lobo ou cavalo só para ter uma rolagem extra de percepção ou se deslocar mais rápido no mapa.
Mas, e se o jogador fizesse mais cenas com esse pet, dando comida ou brincando com ele, será que o mestre não se empolgaria para gerar novas atitudes para esse companheiro, como o cavalo levando o personagem desacordado para um abrigo, ou o lobo atacando furtivamente um inimigo durante o combate?

Por outro lado, o mestre de jogo pode criar algumas cenas com o pet por conta própria, para tentar cativar o jogador.
Se der certo, esse animalzinho poderá até ser o fio condutor de uma nova trama quando, depois de vários jogos auxiliando o personagem jogador a atingir seus objetivos, ele é quem precisará de ajuda.



Nenhum comentário:

Postar um comentário