quinta-feira, 31 de maio de 2012

Falhas na criação de cenário

Recentemente, num encontro de RPG estadunidense, foi feita uma palestra descendo a lenha em várias falhas em um cenário feito para GURPS.
O palestrante nem falou tanto de regras, mas destacou várias falhas na construção do cenário, falhas primárias que poderiam ser facilmente evitadas.
Estamos publicando esse vídeo aqui não como crítica, mas como orientação para quem está criando um cenário de RPG não cometer os mesmos erros.
Algumas destas falhas estão relacionadas com a criação de vários elementos completamente inúteis para o mundo de jogo, elementos que só ocupam espaço na leitura do cenário, e muito espaço. Apresenta lugares que não fazem sentido algum para os personagens jogadores.
Um desperdício citado está na criação de uma vasta fauna extinta no cenário de jogo, elementos sem propósito algum para o desenvolvimento das aventuras.
E para finalizar, apresenta falhas na própria criação da principal (e única) raça jogável no cenário. Muitos dos elementos destes personagens não fazem sentido algum. É como se tais criações não tivessem passado por nenhum controle de qualidade.
Enfim, vamos ao vídeo, que destrincha de maneira eficiente, ainda que resumida, todos esses erros primários cometidos na criação deste cenário:




3 comentários:

  1. O Design Inteligente é uma teoria absurda. Além de alegarem que o planeta e o próprio universo foi criado pensando na raça humana, ainda alegam que algo tão complexo necessariamente teria que ter sido criado por um ser inteligente. A questão é, se algo complexo precisa de um criador, o próprio criador é ainda mais complexo do que sua criação, necessitando assim de um criador para ele, e assim sucessivamente. Eu tento, mas não encontro razão para acreditar que exista um mestre de jogo cuidando do cenário, tudo indica que os jogadores estão por conta própria.

    ResponderExcluir
  2. Isso eh o que eu chamo de uma analise profunda Fernandinho!
    Dá 10 pra ele pelo pensamento evolutivo!

    ResponderExcluir