quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Silvio Spectro Censurado

É, durou pouco a expectativa...
A Disney não concordou com a temática e censurou quase que completamente o conteúdo do RPG do Sílvio Spectro.


No blog de desenvolvimento, os gamedesigners avisaram que a estética do jogo está sendo adaptada para outros elementos, como cachorrinhos e efeitos especiais.
Abaixo estão alguns playtestes do conteúdo adaptado:









Um destaque deve ser dado para o novo sistema de disputa que estão desenvolvendo para agilizar o combate durante o jogo:



O cenário, eu não sei, mas o sistema de combate tem de tudo para virar moda entre a molecada durante o recreio.

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Disney compra a SBT games

Há falências que vêm para o bem.
O Silvão teve que vender seu império para a Disney, e agora, além de participações do Pato Donald no Roda a Roda Jetiqui, existe a notícia de que estão sendo retomados os trabalhos para a publicação do RPG do Silvio Spectro:

O site de desenvolvimento do projeto já divulgou algumas imagens das novas campanhas:





Será que vai ter crossover com o StarWars?

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Malleus: Faça parte dessa campanha

RPG não é uma esclusividade de jogos com fichas e livros.
Existem várias possibilidades de interpretar personagens e participar de uma história em outros tipos de jogos.
Estão lembrados do Hero Quest? Viram a batalha de miniaturas que o Léo está desenvolvendo? E as novas caixas de jogo de Fogotten Realms?
Cada vez mais surgem novas opções de roleplay; você já conhece essa:
MALLEUS - Financiamento Coletivo from Aline Rebelo on Vimeo.

O movere.me se tornou ideia.me, e está esquematizando o patrocínio de vários projetos por toda a América Latina.
Clique aqui para conhecer a página de financiamento deste projeto.

Pra você que não conhece como funciona o financiamento coletivo, isso funciona como uma aposta que você faz em um projeto que você gosta:
- Você conhece o projeto e as suas opções de patrocínio, e paga pela opção que quiser de patrocínio.
- Se o projeto conseguir atingir a meta de patrocínio, o criador do projeto inicia a sua produção e, depois de algumas semanas, você recebe o seu produto, juntamente com os benefícios extras que você selecionou em sua opção de patrocínio.
- Se o projeto não alcançar a meta, o valor que você pagou é devolvido para a sua conta de cartão de crédito.
É isso, uma aposta em que você ganha ou empata.

Mallus é um projeto do Coisinha Verde, que já conta com vários produtos, inclusive por financiamento coletivo.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

A liga dos papais justiceiros

Essa é uma dica para cenário contemporâneo com personagens comuns tendo que pegar em armas para proteger suas famílias.
Em um estado que está vivendo uma guerra civil não declarada, o governo dá o golpe de misericórdia na moralidade policial: reduz o salário de seus soldados.
Com essa manobra, o governo pretendia fazer valer o interesse de alguns de seus grandes colaboradores de campanha: fazer com que a facção honesta da polícia desistisse de seus ideais e passasse a aceitar a propina de traficantes, resolvendo assim o problema da violência e entregando a segurança pública nas mãos de criminosos.
Percebendo o desbunde que se tornou a segurança pública, alguns policiais buscam uma alternativa para sobreviver nessa profissão, e é aí que começa a história.
Um crime ocorre, e o poder público não conta com recursos para resolvê-lo, e nem conta com legislação para punir adequadamente os culpados. Os policiais poderiam receber um incentivo dos familiares das vítimas com a intenção de resolver sumariamente esses crimes, porém, fazendo isso, os policiais acabariam presos ou afastados de seus cargos.
A única maneira de proporcionar essa justiça seria permitir que os próprios familiares puxassem o gatilho.

E é aí que entram os Papais Justiceiros: pais de família que pagam aos policiais para que se monte uma situação em que eles possam fazer justiça com as próprias mãos, respondendo apenas um inquérito na sequência e sendo liberados pelo fato do estado não contar com mais vagas nos presídios.
Os personagens jogadores seriam civis e policiais trabalhando lado a lado para cumprir o papel que deveria ser do estado.
Seriam jogos leves, no clima da sessão da tarde; uma situação muito distante da nossa realidade.

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Role Playing Video Game

A interpretação de personagens não precisa ficar restrita a jogos que tenham as palavras "role play" em sua descrição.
Lib JailKey, nosso colega de podcast e parceiro de RPG, está com um canal de gameplays no youtube com nome impronunciável, só clicando no link mesmo para conhecer.
E nos seus vídeos, ele demonstra uma perturbadora capacidade de interpretação de personagens enquanto joga SOZINHO!
Não é igual ao Gélatz, que coloca uma ficha na frente de cada bonequinho dos comandos em ação e fica mestrando para eles (e jogando também...); quando o Lib mestrava "Hot Shot" pra gente (jogo de combates com caças aéreos para o OPERA RPG), a gente se empolgava com os detalhes e a interpretação dele nas cenas de ação, e agora eu descubro que ele é assim jogando sozinho também!!!
Vejam o vídeo, com destaque para o fato dele sentindo a força g enquanto joga videogame:

Melhor que isso, só fazendo isso num fliperama, jogando com outro roleplayer naquelas máquinas de tiro, dando informação de alvos para o parceiro e xingando os inimigos.