sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Um Exercício de Lógica sobre: Ofensa Política Indireta.

                 Em época de eleição, além dos cavaletes obstruindo as calçadas e os panfletos entulhando nossas caixas de correspondência, temos um meio de divulgação que também incomoda por todos os cantos da cidade: os carros de som.

                Esses carros poderiam estar apresentando os candidatos falando sobre suas propostas e seus feitos. Mas não, eles tocam “jingles” destacando o nome e o número do candidato, somados com vário adjetivos positivos aleatórios.
                Quem se divulga por meio de músicas, ao invés de usar argumentos, quer atingir o racional ou o emocional do público?
                Se despertassem a racionalidade do público, esses eleitores poderiam acabar pesquisando e descobrindo informações “desagradáveis” sobre esses candidatos.
                Atingindo o emocional, esse público ficará apenas com aquela musiquinha na cabeça, lembrando o número e o nome do candidato, mas não dando nenhum incentivo para que o eleitor pense sobre o que estará fazendo na hora do voto.
                A música age no subconsciente, o indivíduo submetido a música por muito tempo, é capaz de cantar com exatidão a música mesmo sem ter prestado atenção no seu conteúdo.
                Apesar do investimento massivo que políticos fazem nessa divulgação (lembre-se que além do salário do motorista do carro de som, existe o custo da adaptação destes veículos e o custo da produção destes “jingles”) essa não é uma técnica de controle mental infalível.
                Qualquer pessoa é capaz de pensar sobre o mundo ao seu redor, porém, muitos preferem simplesmente aceitar a informação que lhes é apresentada, sem questionamentos.
                É por isso que candidatos fazem tanto investimento nesse tipo de mídia, para garantir votos com a parcela mais ignorante do público.

                Infelizmente, pela baixíssima qualidade dos políticos eleitos e reeleitos, parece que é exatamente esta parcela menos capacitada da população que vem decidindo os rumos da nação.


segunda-feira, 15 de setembro de 2014

O terror está nos olhos de quem vê.

E a diversão é olhar a cara de quem se assusta:



Excelente material produzido pelo blog D4 Nerds .
Quer saber mais sobre RPG? Também não adianta ir lá porque também não falam de RPG.

domingo, 7 de setembro de 2014

O Macaco, O Aranha, e o Cachorro-Aranha

O Globo Esporte de Quinta Feira transmitiu o depoimento da jênia que foi filmada chamando o goleiro dum time de "macaco", referência à cor de pele negra do sujeito.


agora chora, né trôxa!!!

Não satisfeitos em passarem a "Madalena Arrependida" uma vez, passaram de novo, mas dessa vez, criticando a psicopatia dela em estar muito mais preocupada com o grêmio do que com a ofensa: Colocaram um placarzinho mostrando quantas vezes ela falava do time e quantas vezes ela falava do ofendido.
Realmente, olhando sob esse aspecto, fica bem mais óbvio o obscurecimento mental da pessoa, que argumentou a paixão pelo time como motivo para a ofensa.
Realmente, um argumento imbecil, MAAAAAAAS, a última entidade do mundo que poderia criticar esse comportamento desta capivara humana seria uma emissora de tv que incentiva esse tipo de atitude:


E para finalizar, assista o próximo vídeo e reflita:


Preconceito é crime. Salvem as Aranhas.


Oferecimento:

sábado, 6 de setembro de 2014

Cartinha para o Pedrão

O feriado do Dia da Independência deveria ser marcado por um dia da semana, na primeira sexta-feira de setembro, pra não ter esse crime de feriado em final de semana. Se bem que aí a gente perderia aquelas terças e quintas de feriados prolongados...
Bom, de qualquer maneira, eu queria mandar uma carta pro Pedro Miguel de Alcântara Machado Costa e Silva Tupinambá de Almeida Borba Gato Whathever Tantofaz da Silva Portuga, vulgo Dom Pedro I:

Majestâncimo D. Pedro; Venho por meio desta singela carta pedir que Vossa Majestade volte a Reinar em nosso país. Pra início de conversa, nós não nos importaremos mais com seu caso depravado com Domitila (vulgo Marquesa), pois era somente uma prostituta que tínhamos que sustentar, em compensação hoje temos 513 no congresso. Saudades de Vossas Reais escapulidas. Gosto muito de pensar em sua esperteza lusitana! Muito me esclarece saber que a independência do Brasil começou na merda! Sim, sua real diarreia no momento em que assinavas a independência do nosso país afetou seu cérebro a ponto de escutar um povinho rico e sabichão que se mete num grupinho cheio de treta chamado maçonaria, convencendo-o a assinar o fatídico documento. Puxa, seu Real progenitor deve mesmo ter ficado muitíssimo chateado com a decisão de você querer assumir um país falido e f****que eles deixaram aqui e foram embrora. Lá de seu real trono deve ter rolado de rir de sua pitoresca atitude! Mesmo assim volte D. Pedro, mostra de novo sua espadona e faça com que Sr Bonfa mande embora esses palhaços que nem graça sabem fazer. Pelo menos traga junto os trapalhões, com esses a gente se divertia. Ah, e não se esqueça é melhor vir de navio mesmo, avião não é um meio de transporte confiável para aspirantes a cargos importantes por aqui...