segunda-feira, 30 de abril de 2012

Exercício de Investigação

Essa foto levantou uma polêmica entre governo e professores:

O fato ocorreu durante um protesto de professores em São Paulo (que apanharam mais do que o pessoal da Marcha da Maconha), e uma policial ferida foi carregada para fora do conflito por um rapaz.
Inicialmente, tal foto foi divulgada alegando que um professor estava carregando a policial, mas depois, surgiu a informação de que o "mocinho" da foto era, na verdade, um policial disfarçado que estava entre os professores.

Até agora, não se confirmou qual a versão correta. Será que você consegue descobrir o que realmente aconteceu investigando os fatos na internet?
Uma pista inicial é colocar as palavras-chave "professor carrega pm" no google, e pesquisar entre os vários sites que divulgaram e debateram tal notícia, cada qual tentando fazer valer a sua verdade.

Utilize o espaço de comentários do IRPG para expor sua conclusão e os fatos que levantou para formá-la.


3 comentários:

  1. Passei rapidamente por alguns sites que registraram a notícia, boa parte já noticia que se trata de policial a paisana carregando a policial. Inicialmente imaginei que poderia se tratar de manobra para encobrir o fato de que um professor estaria auxiliando uma policial que lá estava para confrontá-lo, um gesto extremamente nobre, porém, a situação fica mais complexa com o tamanho e a proporção que a mentira estaria alcançando. É arriscado demais para a PM emitir um comunicado alegando que a foto apresenta um policial a paisana, sendo que a foto já virou noticia. Seria questão de tempo até que o professor da foto se identificasse acabando com a farsa da PM, até porque a foto serviria como munição pesada para a APEOESP. A tal farsa da PM seria facilmente desmascarada com a apresentação do professor, coisa que até agora não ocorreu, sendo assim, até que surja nova informação, algo que eu não tenho, creio se tratar de fato de policial a paisana.

    ResponderExcluir
  2. Apenas para divagar, não sei dizer em que circunstâncias ocorreu o confronto entre a PM e os professores, porém, a foto em si nos apresenta um jovem carregando uma pessoa fardada. Se tivessemos apenas a foto e nenhuma informação extra, não conseguiriamos dizer que se trata de policial ou professor. A questão é, poderia ser um "civil" que foi pego no fogo cruzado, ou seja, nem professor e nem policial? Bem, sem maiores informações, podemos chegar a uma maior probabilidade para um lado ou para o outro, mas por enquanto, fico com a teoria do policial a paisana.

    ResponderExcluir
  3. Minha investigação também chegou nessa conclusão, mas por um caminho um pouco menos elaborado: Professores teriam motivo para divulgar o nome do suposto professor, Já a polícia, tem motivos de sigilo para NÃO revelar o nome do policial disfarçado.
    De qualquer maneira, parabéns para a polícia por tratar policiais igual se trata bandido, colocando até infiltrados para sabotar a ação dos meliantes. Aguardem e verão o resultado na educação de seus filhos.

    ResponderExcluir